Estudo de Caso

Digitalização e integração total de equipamentos de duas subestações

Uma entrega que reuniu desafios para integrar equipamentos de diferentes tecnologias e permitir uma operação segura e descomplicada

Mineração

Da britagem ao transporte, soluções com grande vivência dos processos

Dados do Projeto

COMPLEXIDADES

4

protocolos diferentes

Equipamentos novos e pré-existentes totalmente integrados em um sistema único

FACILIDADES

1

única interface

Uma única interface de operação responsável por sistemas que antes trabalhavam isolados

AGILIDADE

Rapidez

e segurança na implantação

Testes exaustivos predefinidos para garantir a implantação mais rápida possível

Contexto e Desafios

Uma importante mineradora precisava expandir seu sistema elétrico, que contava com uma subestação principal e uma de cogeração. Era necessário que os equipamentos pré-existentes, que possuíam tecnologias e protocolos diferentes, se comunicassem com os novos equipamentos incorporados ao sistema. Uma interface de operação padronizada precisava ser desenvolvida para permitir uma operação fluida de todo o sistema. Para isso era necessário superar os seguintes desafios:

  1. Integrar os equipamentos que conversavam em diferentes protocolos: IEC 61850, DNP3, Modbus TCP e Modbus RTU
  2. Cumprir os prazos, que eram reduzidos para sgutdown e implantação do sistema
  3. Digitalizar sua subestação principal
  4. Integrar a operação de cogeração de energia
  5. Integrar o sistema existente de descarte de carga por demanda
  6. Criar um sistema de descarte de carga por subfrequência e subtensão
  7. Integrar seu sistema de controle de fator de potência
  8. Coletar dados e elaborar relatórios de SOE

Soluções Utilizadas e Equipamentos Fornecidos

Utilizamos um concentrador de dados multiprotocolo para viabilizar a comunicação com os diferentes equipamentos e suas interfaces de comunicação.

Foi utilizado um PLC com cartões de I/O que possuíam time-stamp de eventos para comando e monitoração de cubículos, transformadores, seccionadoras e outros equipamentos da planta.

Todas as lógicas de intertravamento e descarte de carga foram implementadas utilizando-se esse equipamento em conjunto com relés inteligentes que detectavam subtensão e subfrequência.

Para garantir a confiabilidade dos dados de SOE (Sequence of events), todos os equipamentos foram sincronizados via GPS.

Exaustivos testes de plataforma foram realizados em todo o sistema para garantir uma implantação rápida e confiável.

Especialistas

Engenheiro de Controle de Processos

Henrique Diniz Rocha

Prêmiações

No items found.

Whitepapers

No items found.

Fale com a gente.

Sabemos como é difícil encontrar ferramentas eficientes e soluções adequadas para seus problemas. Nosso time está à disposição para te ajudar a escolher a melhor solução, com base em nossa experiência nas mais diversas áreas da indústria.

Mensagem enviada!

Agora é só aguardar e nosso time irá entrar em contato você!
Oops! Seu formulário não pode ser enviado. Confira se os campos foram preenchidos corretamente e envie novamente.
Conecte-se com nosso time de especialistas nas diversas áreas da indústria.
Encontrar  especialistas

Digitalização e integração total de equipamentos de duas subestações

Uma entrega que reuniu desafios para integrar equipamentos de diferentes tecnologias e permitir uma operação segura e descomplicada

November 23, 2021

publicado por

Engenheiro de Controle de Processos

Henrique Diniz Rocha

COMPLEXIDADES

4

protocolos diferentes

Equipamentos novos e pré-existentes totalmente integrados em um sistema único

FACILIDADES

1

única interface

Uma única interface de operação responsável por sistemas que antes trabalhavam isolados

AGILIDADE

Rapidez

e segurança na implantação

Testes exaustivos predefinidos para garantir a implantação mais rápida possível

Uma importante mineradora precisava expandir seu sistema elétrico, que contava com uma subestação principal e uma de cogeração. Era necessário que os equipamentos pré-existentes, que possuíam tecnologias e protocolos diferentes, se comunicassem com os novos equipamentos incorporados ao sistema. Uma interface de operação padronizada precisava ser desenvolvida para permitir uma operação fluida de todo o sistema. Para isso era necessário superar os seguintes desafios:

  1. Integrar os equipamentos que conversavam em diferentes protocolos: IEC 61850, DNP3, Modbus TCP e Modbus RTU
  2. Cumprir os prazos, que eram reduzidos para sgutdown e implantação do sistema
  3. Digitalizar sua subestação principal
  4. Integrar a operação de cogeração de energia
  5. Integrar o sistema existente de descarte de carga por demanda
  6. Criar um sistema de descarte de carga por subfrequência e subtensão
  7. Integrar seu sistema de controle de fator de potência
  8. Coletar dados e elaborar relatórios de SOE

Cases e Artigos Semelhantes

Fale com a gente.

Sabemos como é difícil encontrar ferramentas eficientes e soluções adequadas para seus problemas. Nosso time está à disposição para te ajudar a escolher a melhor solução, com base em nossa experiência nas mais diversas áreas da indústria.

Mensagem enviada!

Agora é só aguardar e nosso time irá entrar em contato você!
Oops! Seu formulário não pode ser enviado. Confira se os campos foram preenchidos corretamente e envie novamente.
Conecte-se com nosso time de especialistas nas diversas áreas da indústria.
Encontrar  especialistas